Sites De Nicho Ou Sites De Lixo?

Os sites de nicho são um tema muito popular nos blogs sobre ganhar dinheiro online. Ultimamente tenho assistido a discussões acesas em blogs e fóruns, que levam sempre à questão: os sites de nicho são sites de lixo?

Há argumentos válidos dos dois lados da barricada, mas muitas vezes os argumentos são demasiado radicais.

O que é um site de nicho?

Antes de mais, convém ter noção do que estamos a falar. Um site de nicho pode ser qualquer tipo de site, que explora unicamente um determinado nicho (uma área muito específica) e que atrai uma sector relativamente pequeno da população. Se for mesmo muito pequeno, pode chamar-se um micro-nicho.

Vou ilustrar com exemplos. Um site como o Fórum Telemóveis tenta captar todos os visitantes possíveis, afinal quem é que não tem um telemóvel? Mas o site que vou desenvolver sobre Telemóveis Nokia, será um site de nicho, apenas para quem pretende informações sobre essa marca. Se fizesse um site sobre um determinado modelo de telemóvel da Nokia, isso seria um micro-nicho.

Encontrar o nicho perfeito

Quanto mais pequeno o nicho, menos pessoas andam à procura dessa informação. No entanto, um nicho pode ser pequeno e ao mesmo tempo muito lucrativo. Pensa no mercado Forex, com comissões de $150 por venda. Com 1000 visitantes realmente interessados em negociar no Forex, podes conseguir dezenas de vendas e ganhar milhares de euros. Por outro lado, com 1000 visitantes num site sobre famosas nuas, és capaz de ganhar 1 euro.

Então o nicho ideal seria aquele em que há alguma procura, pouca concorrência e muitos anunciantes que paguem comissões generosas. Como deves calcular, é muito complicado combinar na perfeição estes 3 factores. Mas esquecendo a perfeição, ainda há muitos nichos onde é possível ganhar dinheiro.

A grande vantagem de explorar nichos pequenos e com pouca concorrência é que é relativamente fácil de atingir o topo dentro dessa área. E mais vale ser o número 1 num nicho pequeno do que o número 500 em qualquer área, por maior que ela seja.

Ganhar dinheiro com nichos

Mas será que vale a pena colocar um site em número 1 de um pequeno nicho, sabendo que no máximo poderá render 2 euros por dia? (valor inventado para este exemplo)

Sim, vale a pena, se o site não der muito trabalho a manter. Porque depois podemos fazer mais um noutro nicho, e mais outro, e ainda mais outro… e ao fim de 10 sites de nicho já estamos a ganhar 20 euros por dia!

É nesta altura que os mais ambiciosos começam a fazer contas a 100 sites, 200 euros por dia, 6000 euros por mês, e ficam deslumbrados com as possibilidades. Mas não é assim tão simples.

Sites de lixo

Algures neste caminho para os 200 euros por dia, os sites de nicho começam a transformar-se em sites de lixo. Por vezes é logo no segundo site que começamos a poupar trabalho. A qualidade do template é descurada a favor da visibilidade do AdSense. O conteúdo é feito à pressa e colocado aos soluços. As partes mais trabalhosas ficam por fazer, na esperança de que os 2 euros por dia caiam de qualquer maneira.

A qualidade do conteúdo também começa a ser cada vez pior porque o webmaster não tem conhecimentos profundos sobre todos os nichos que decide explorar. Ao fim de alguns sites, começa a escrever sobre assuntos que não lhe dizem nada, só porque encontrou um nicho com potencial. Ou então, o conteúdo é comprado ao fornecedor de conteúdos mais barato que foi possível arranjar e a qualidade é muito duvidosa.

Quem se lança no objectivo de criar dezenas de sites de empreitada, raramente consegue manter um nível de qualidade elevado, principalmente se for alguém que está ainda a começar. A automatização das tarefas torna-se essencial para poupar tempo e isso vê-se. Os motores de busca passam a ser o único alvo dos sites e é por isso que há webmasters que pensam em lixo assim que se fala sobre sites de nicho.

Eu já fiz bons sites para o grande público, bons sites para um nicho e péssimos sites só para tentar aproveitar uma oportunidade. Conheço bem as tentações de fazer sites tão pobres que a melhor opção do visitante é clicar num anúncio para sair dali para fora. O site de nicho de sonho é aquele que aparece em primeiro no Google e que obriga o visitante a clicar no AdSense assim que entra.

Mas o Google não anda a dormir e isso não é plano que resulte a longo prazo, para a grande maioria das pessoas. A concorrência também está sempre atenta e se tiveres um mau site de nicho a ganhar bom dinheiro, é uma questão de tempo até outro webmaster fazer um site melhor e te roubar as receitas.

O meio termo é possível

Felizmente é possível fazer sites de nicho e ter alguma preocupação com a qualidade do design e do conteúdo. Ao fim de algum tempo e muito trabalho, podes ter 5, 10 ou 20 sites de nicho nas mãos e ganhar 5 euros por dia com cada um. Mesmo que estejas agora a começar, daqui a um ano esta pode ser a tua realidade.

Não estou a falar em valores milionários, ninguém deve estar à espera de ficar rico rapidamente com este tipo de sites. Mas estou a falar de quantias que permitem a qualquer pessoa trabalhar a full-time na net e ter um bom ordenado.

O meu conselho sincero é que comeces por nichos com pouca concorrência, dentro das tuas áreas de interesse e que faças o melhor possível por cada site antes de arrancares para o próximo. Mesmo que só lances um site por mês, eles acumulam-se rapidamente. Quando sentires que já não tens mãos a medir, pára e repensa a estratégia. Pode estar na altura de desistir de algum projecto, de arranjar ajuda ou de vender um site. Se fizeste tudo bem feito, não será difícil encontrar um comprador.

Eu confesso que não sou grande adepto de explorar nichos muito pequenos, prefiro projectos com mais visibilidade e com potencial para explodir e render muito mais, mesmo que isso seja difícil de acontecer. E tu, fazes sites de nicho? Ou sites de lixo?

The following two tabs change content below.
Webmaster, empresário e blogger, entre muitos outros títulos possíveis. Aos trinta e poucos anos, Fernando Amaral trabalha a tempo inteiro na internet, sem horário e sem patrão.
Webmaster, empresário e blogger, entre muitos outros títulos possíveis. Aos trinta e poucos anos, Fernando Amaral trabalha a tempo inteiro na internet, sem horário e sem patrão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*